#Evolua: Crie Raízes e Não Âncoras!

By Daniel Alves - julho 06, 2017

Vamos à um momento de reflexão interior, quantas vezes você já sentiu que tinha algo te puxando para trás? algo que te impede de prosseguir? Por conta desses questionamentos e muitos outros é que vamos refletir e tentar chegar a uma solução.

O objetivo desse post é ajudar a vocês a identificar as coisas do dia a dia, pensamentos, costumes e situações que estão de alguma forma te impedindo de progredir, de evoluir como pessoa. Pois uma vez identificando a fonte é possível refletir a respeito e por fim ocasionar uma #MUDANÇA.

Não pense que já é pronto, perfeito ou que não há nada mais a aprender.


Quando se tem esse tipo de visão de vida, e uma pessoa acha que não há nada mais o que fazer, o que aprender ou algo a ser modificado, seja por um sentimento de impotência ou de pura soberba, é impossível neste momento que está pessoa progrida e evolua como um ser.
Vamos partir do principio do significado da palavra "Perfeito" que em latim significa algo feito por inteiro ou feito por completo, isto é, algo terminado, algo que não pode se modificar, seguindo este raciocínio o ser humano enquanto não tiver terminado a sua vida, jamais poderá ser perfeito, para estar vivo de fato e em constante processo de evolução pessoal deve ser capaz de se adaptar e se modificar, portanto não caiam nessa armadilha, sempre há algo a se fazer e aprender.

 

Mudar é complicado, mas acomodar é perecer.


O maior dos riscos que se corre nos tempos em que vivemos, é ficarmos prisioneiros do mesmo, isso não quer dizer que devemos ser reféns de uma mudança desenfreada só pela ação de mudar. Longe disso, é importante que se esteja atendo àquilo que é necessário, há coisas que são antigas mas que nem por isso são velhas, ou seja, coisas as quais funcionavam bem antes e continuam sendo úteis ainda hoje, o que é errado é se acomodar naquilo que se tornou com o tempo desnecessário.
O grande ponto é não deixar sua cabeça no passado, não deixar a pratica, as ações, as atitudes e mudanças no passado, e estar atendo àquilo que pode e deve ser melhorado.

É preciso ter raízes e não âncoras.


 As pessoas em certa analogia, são como obras de arquitetura, tem necessidade de ter algo que as de sentido, ou seja, em que se apoiar, sua base, aquilo a que você pode ter como referência para o seu processo de construção pessoal e que as permitam continuar a crescer e decidir qual direção seguir.
Sendo assim, quando é preciso tomar uma atitude ou decisão importante é necessário que se tenha como base de seu processo construtivo raízes e não âncoras, neste sentido a raiz é aquilo que te alimenta, mas a âncora é aquilo o que te imobiliza.
Quando tudo o que se tem como base são âncoras, as pessoas se tornam incapazes de progredir ficam presas ao passado, presas a como as coisas costumavam ser, a chave para que isso não te imobilize é perceber que as coisas mudam SIM, e encontrar nisso novas oportunidades ao invés de lamentações e coisas do tipo "ah mas no meu tempo...", se nutrindo então de suas raízes utilizando seus conhecimentos e experiências do passado, não para ficar ancorado lá, mas para encontrar a melhor forma de crescer no seu futuro.

Bom, gente espero que tenham gostado deste texto e que tenha ajudado alguém pelo menos um pouco a se desfazer de suas âncoras, até o próximo post.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários